Notícia

10 de Fevereiro de 2020

A tecnologia que monitora a produção do campo à mesa

A velocidade no avanço da tecnologia, o impacto e as mudanças que provoca no cotidiano da população, já que também trilha um caminho mais acessível a todos, permite ao produtor rural assumir para si as responsabilidades sobre a qualidade da produção e, com isso, realizar o monitoramento de tudo que acontece na fazenda, o que é imprescindível no campo atual.

O agronegócio nunca esteve tão em foco entre as soluções lançadas no mercado tecnológico, até mesmo por influência do comportamento da sociedade, que é cada vez mais exigente sobre a procedência e as metodologias dos processos produtivos daquilo que consome. E hoje, por meio do apoio das agtechs, principalmente, é possível atender a essa demanda, inclusive por meio do rastreamento do alimento que sai das propriedades agrícolas.

A partir do princípio de food safety, que implica em produtos mais saudáveis, de acordo com as orientações da ANVISA, é possível comprovar com tranquilidade a origem dos alimentos e os procedimentos aplicados nas lavouras e pastos, desde que seja feito o monitoramento e rastreamento de tudo o que acontece durante o processo produtivo – do campo à mesa do consumidor.

Na atualidade, as fazendas podem ser completamente monitoradas, graças às tecnologias disponíveis. Nada passa sem registro, inclusive, e principalmente, a maneira como é feito o manejo dos defensivos e fertilizantes, vistos muitas vezes pela população como vilões. Esses produtos, no entanto, são essenciais para um cultivo em larga escala e de qualidade.

Com aplicativos que oferecem as informações necessárias para preparar o solo corretamente, por exemplo, o agricultor consegue tornar a plantação mais bem-sucedida, e aplicar os insumos de maneira controlada, com o menor risco possível à natureza. As novas tecnologias definem não só os locais específicos onde devem ser aplicados os produtos, como também a quantidade para cada caso com precisão. Nesse sentido, as startups e as principais empresas do país estão sendo fundamentais, pois disponibilizam ferramentas que ajudam, ainda, no planejamento e na mensuração de resultados.

Assim, é possível comprovar todos os processos e adotar a agricultura de precisão, gerando valor aos produtos por meio da certificação de qualidade e atendendo um consumidor cada vez mais consciente. Além de ser um fator importante para o mercado interno, todos esses passos impactam positivamente a exportação. O agricultor brasileiro quer, e precisa, se diferenciar cada vez mais para se tornar mais competitivo.

Daí a importância na transparência dentro do agronegócio. A realidade do que acontece no campo deve ser exposta e é de interesse público. A conscientização do varejo e do consumidor sobre o assunto é também essencial, uma vez são eles que estão na ponta da cadeia, exigindo do produtor mais qualidade, segurança e informação. Unidos, podem cobrar por um “selo de garantia” das propriedades, priorizarem os produtos que são rastreados, certificar o manejo e acompanhar todo o trajeto ao alimento, do plantio à mesa. Tudo isso pode e deve ser feito. Esse é o tipo de produção que mais chama atenção no mundo.

Fonte: Agrolink

Cotripal Agropecuária Cooperativa
Rua Herrmann Meyer, 237 - Centro
CEP: 98280-000 - Panambi - RS
Fone: (55) 3375 9000